Aduferpe se posiciona contra o ‘Future-se’ na reunião do Conselho Universitário e reafirma compromisso em realizar consulta para reitor da UFRPE

De acordo com deliberação da última assembleia, a direção da Aduferpe levou à reunião do Conselho Universitário, nesta segunda (2), a posição da categoria referente a dois assuntos: o programa ‘Futura-se’ e o processo de consulta para a sucessão da reitoria da UFRPE.

Na ocasião, a presidenta da Aduferpe, Erika Suruagy, explicitou a posição contrária ao programa, defendida por unanimidade na última assembleia unificada dos três segmentos, docentes, técnicos e estudantes, bem como na reunião do Conselho de Representantes da Aduferpe.

“Duas questões são cruciais no ‘Future-se’: a forma antidemocrática como foi elaborado e o seu conteúdo, que ataca frontalmente a autonomia das universidades, retirando a responsabilidade do Estado para com a educação superior pública. É a privatização da universidade”, afirmou Erika.

Outra questão levada à reunião foi a posição da Aduferpe e do DCE no sentido de assumirem o processo de consulta à comunidade para a escolha dos novos dirigentes da reitoria. As duas entidades ouviram suas bases e decidiram, por ampla maioria, assumir o processo de consulta, dando voz à comunidade universitária sobre a escolha do futuro reitor e de seu vice. Destacou ainda que esta não foi a mesma decisão tomada pelo Sintufepe.

A reitora da UFRPE, Maria José de Sena, destacou as mudanças ocorridas no texto do programa ‘Future-se’, salientando que, atualmente, já não se sabe mais qual é o texto que o Ministério está trabalhando. Também frisou que a UFRPE vai se posicionar sobre o ‘Future-se’ e desejou boa sorte às entidades na realização da consulta para os novos gestores da Universidade.

Aduferpe
Sobre o autor
Criador de conteúdo, responsável por divulgar notícias e informações de utilidade pública ao servidores da instituição de ensino UFRPE.

Deixe seu recado