Assembleia aprova Greve 48 horas e aprova nomes para Comissão da Eleição para reitoria

A 376ª Assembleia Geral Extraordinária da Aduferpe, realizada nesta quarta (18), no Recife, aprovou, por unanimidade, a adesão à Greve 48 horas, dias 2 e 3 de outubro próximo. O movimento congrega o Andes-SN, a Fasubra, a UNE, a ANPG e o Sinasefe e tem como bandeiras de luta: a recomposição dos orçamentos e contra os cortes na educação, ciência e tecnologia; contra o projeto ‘Future-se” e pelo respeito à decisão da comunidade universitária na escolha democrática dos seus dirigentes. A Assembleia decidiu pela realização de atividades políticas, culturais e científicas nesses dias de paralisação, precedidas por passadas em salas de aula para mobilizar a comunidade acadêmica.

Foi aprovada a participação dos docentes no ato do dia 20 de setembro – Dia Nacional de Luta em Defesa da Amazônia, da Educação, Ciência, Tecnologia, Contra a Reforma da Previdência, que no Recife acontecerá a partir das 15h, na Praça do Derby. Também foi encaminhada a participação da categoria no Seminário Universidade Pública e Democracia: o Futuro que Queremos, realizado pela Aduferpe com o apoio do DCE-UFRPE. O evento é gratuito e vai contar com nomes de expressão do atual cenário da educação pública superior. Mais informações e inscrições no link https://docs.google.com/forms/d/19YXEjiDgRCISQ7zKfLfDYdGzXognuvu850OZfrETGGw/edit

Foram aprovados os nomes para integrar a Comissão Coordenadora da Eleição para Reitoria da UFRPE, conduzida pela Aduferpe e pelo DCE-UFRPE, faltando ainda representantes da UAST e da UAG. Ainda este mês será divulgado o edital da eleição com cronograma. Na oportunidade, foi lida e aprovada uma Moção de Solidariedade ao MST e em Repúdio ao Incra, pela ação de despejo do Centro Formação Paulo Freire, no Assentamento Normandia.

Aduferpe
Sobre o autor
Criador de conteúdo, responsável por divulgar notícias e informações de utilidade pública ao servidores da instituição de ensino UFRPE.

Deixe seu recado