VAMOS DANÇAR PRA LEVANTAR O ASTRAL?

Seguindo as atividades do Novembro Negro, teremos uma Oficina de Dança Afro com o Bailarino Carlos Silva, da Escola de Frevo de Recife, às 14h30, no Espaço Vivência do DCE UFRPE.

Quer participar e conhecer um pouco mais ? É só chegar. A oficina de Dança Afro é mais uma das atividades da nossa Semana da Consciência Negra, promovida pelo DCE UFRPE e ADUFERPE com o objetivo de ampliar as narrativas do povo negro e combate ao racismo e todas as formas de opressões. Vamos simbora dançar!!!

Posted On 28 nov 2019

Novembro Negro na UFRPE

A abertura da Semana Novembro Negro da UFRPE aconteceu nesta segunda (25) com o lançamento do livro ‘Questão Negra: a Luta pela Consciência Negra e o Combate pela Revolução’, de autoria de Joelson Souza (org.), Lybon Mabasa e Steve Biko. A iniciativa foi organizada pela Aduferpe, DCE e o Núcleo de Estudos Afrobrasileiros da UFRPE – NEAB.

O evento teve início com uma roda de diálogo sobre o livro, que contou com as participações, além do organizador da obra, do coordenador do NEAB, prof. José Nilton, da vice-presidenta da Aduferpe, profa. Isabelle Meunier, e do diretor do DCE, Júlio Lima.

‘Nesse momento não podemos nos furtar em discutir as questões associadas ao racismo  e o Sindicato tem sido atuante nessa pauta’, afirmou José Nilton. Ele ainda destacou a dificuldade de governos, políticos e até alguns movimentos sociais em incorporar a agenda do movimento negro.

Os debatedores responderam a perguntas do público sobre vários assuntos que envolvem a causa negra: da polêmica abolição da escravatura à eficácia das políticas afirmativas raciais.

Quem quiser adquirir o livro pode entrar em contato com Joelson Souza pelo email: joelsonfono@yahoo.com.br

Posted On 27 nov 2019

Docentes da UFRPE decidem aderir ao estado de greve do Andes-SN para 2020 e a desfiliação do Andes-SN da CSP-Conlutas

A 377ª Assembleia Geral Extraordinária da Aduferpe, realizada na sede (dia 19) e nas unidades UAG/UFAPE e UAST (dia 21), tendo encaminhado questões importantes como a aprovação, por unanimidade, da adesão ao estado de greve do Andes-SN, previsto para acontecer no início primeiro semestre de 2020.

Outro ponto colocado em discussão foi o balanço da filiação do Andes/SN à CSP-Conlutas. Ao final do debate a proposição de indicação de desfiliação do Andes-SN da CSP-Conlutas ao 39º Congresso do Andes foi aprovada, por ampla maioria.

Os docentes também escolheram os/as delegados/as ao 39º Congresso do Andes-SN que ocorrerá em São Paulo, em fevereiro de 2020. Em função do significativo aumento da base de filiados na atual gestão, a delegação da Aduferpe será composta por mais um integrante, totalizando oito delegados/as – sendo um da UAG/UFAPE e outro da UAST.

Por votação, a delegação ficou composta pela profa. Erika Suruagy (delegada da Diretoria), profa. Márcia Félix (delegada da UAG/UFAPE), prof. Cauê (delegado da UAST), profs. Isabelle Meunier, José Nilton, Tarcísio Augusto, João Morais e Paulo Afonso (delegados da sede).

Para observadores/ suplentes, os mais votados: Andrea Butto, Lúcia Falcão e Eduardo Jorge.

Outro ponto colocado em discussão foi a constituição da comissão eleitoral da Aduferpe, biênio 2020/2022, e a prorrogação do mandato da atual diretoria, sendo aprovada por unanimidade. Para compor a comissão, foram escolhidos na sede os docentes: Rosimary Fraga, Maria do Carmo, José Nilton, José de Lima, Paulo Afonso e Vicentina Ramires. Na UAG/UFAPE, a comunidade encaminhará um nome até a próxima sexta-feira (29). Já na UAST, foram indicados os docentes Thiago Silveira e Kleyton Pereira.

O último ponto de pauta, aprovado por unanimidade, foi a proposta de ação judicial coletiva sobre o direito ao cômputo do Abono de Permanência, nas bases de cálculo do 13º salário e do adicional de férias.

A 377ª Assembleia aprovou ainda como encaminhamento a participação da Aduferpe na Jornada de Lutas convocada pelas Centrais Sindicais em defesa do emprego, direitos trabalhistas e sociais.


Posted On 27 nov 2019

Nota de Repúdio do Andes às declarações do ministro da Educação

Infelizmente, a agenda de ataques e desqualificações que partem do MEC continua forte e intensa. Desde ontem, 21 de novembro, em um trecho de entrevista concedida ao “Jornal da Cidade” (um organismo de imprensa explicitamente favorável ao governo Bolsonaro) que tem circulado nas redes sociais, vemos Abraham Weintraub afirmando que as universidades federais são espaços de “doutrinação” e que abusam da autonomia universitária para, no interior do seu espaço físico, cultivar “plantações extensivas de maconha” (SIC) ou mesmo desenvolver “laboratório de droga sintética, de metanfetamina”.

Confira a nota na íntegra: http://bit.ly/338rgAV

Posted On 25 nov 2019

Campanha da Aduferpe contra assédio moral

Assédio moral é a exposição dos trabalhadores/as a uma relação destrutiva no seu ambiente de trabalho por meio de situações humilhantes, abusivas e constrangedoras, repetitivas e prolongadas. O resultado é uma jornada diária de estresse e desestabilização física e emocional, que impossibilita o trabalho, levando a vítima a desistir do emprego, a sofrer com depressão e, até mesmo, por em risco a própria vida.

Nós, da Aduferpe, pregamos o respeito ao profissional e lutamos todos os dias por isso. A universidade, que forma futuros profissionais, deve ser exemplo e estimular uma relação de trabalho saudável e produtiva. Somos contra todos os tipos de opressões no meio acadêmico.

#assediomoral #universidadepublica #assédioécrime #aduferpe #ufrpe

Posted On 25 nov 2019

Palestra na Aduferpe discute o futuro da previdência para o servidor público

Com o compromisso de fomentar o debate de temas relevantes à categoria docente, a Aduferpe realizou nesta quinta (22) a palestra ‘Qual o Futuro da Aposentadoria do/a Servidor/a Público/a, com o especialista em direito previdenciário, o advogado e professor, Almir Reis.

Em mais de três horas de palestra, Almir ressaltou os pontos mais importantes da reforma  que deverão impactar diretamente os docentes e respondeu às dúvidas dos presentes.

Entre os assuntos mais discutidos: regras de transição, regras de cálculo, tempo de contribuição, acumulação de benefícios e pensões, direitos adquiridos, proposta de capitalização, entre tantos outros que você ainda pode conferir na live que a Aduferpe está disponibilizando no instagram. Corre lá!

Em vários momentos, o palestrante classificou a lei aprovada no governo Bolsonaro como ‘desreforma da previdência’, resumindo seus efeitos mais perversos: trabalhar mais, pagar mais e ganhar menos.

A palestra foi uma iniciativa da Diretoria de Formação Sindical da Aduferpe, conduzida pelo prof. Eduardo Jorge, e contou com a presença da presidenta da entidade, Erika Suruagy, e da vice-presidenta, Isabelle Meunier.


Posted On 22 nov 2019

Dia da Consciência Negra é TODO DIA

Então chega junto nesta segunda (25) na abertura da Semana Novembro Negro, na UFRPE.

A programação terá início com o lançamento do livro ‘Questão Negra: a Luta pela Consciência Negra e o Combate pela Revolução’, de Joelson Souza (org.), Lybon Mabasa, Cristiano Junta, Steve Bolo.

A luta contra discriminação, exclusão, preconceito e violência é  nossa! É todo dia!

Posted On 22 nov 2019

Cartilha de Combate ao Racismo

Prezados(as) professores e professoras

No mês da Consciência Negra, além de nossa campanha Contra todos os tipos de opressões no meio acadêmico, divulgamos a cartilha produção pelo Andes/SN para o combate ao racismo.

Acesse o link abaixo:
Cartilha de combate ao racismo

Posted On 22 nov 2019

Aduferpe lança campanha de combate ao racismo e abusos no meio acadêmico

Somos da UFRPE, uma universidade que tem como marca a diversidade. É por isso que nós, da Aduferpe, que representamos os docentes da UFRPE, reafirmamos que aqui NÃO HÁ ESPAÇO PARA RACISMO. Somos diversos em etnias, em tudo. E nada mais oportuno do que lançarmos nossa campanha contra todos os tipos de abusos no meio acadêmico, hoje, no Dia da Consciência Negra. Vamos continuar construindo uma universidade de todos e todas.

Posted On 21 nov 2019

A previdência e o futuro da aposentadoria do servidor

Agora que a reforma da previdência foi aprovada, vem a pergunta que não quer calar: qual é o futuro da aposentadoria do servidor público? Bem, já se sabe que teremos de trabalhar mais, pagar mais e ganhar menos.

Mas para a gente entender mais sobre o mecanismo dessa nova legislação, convidamos um especialista: o advogado Almir Reis vai fazer uma palestra sobre o assunto aqui, na Aduferpe, no próximo dia 21.

Almir é especialista em direto previdenciário, membro do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP) e diretor do Instituto de Advogados Previdenciários (IAPE). Contamos com a presença de todos e todas!

Posted On 20 nov 2019