Docentes da UFRPE dizem NÃO à minuta de resolução que ataca os seus direitos

@s docentes presentes na 370ª Assembleia Geral Extraordinária da Aduferpe, realizada nesta terça-feira (11) na sede do Sindicato, na UAG e UAST, deliberaram posição contrária à minuta de resolução, discutida no Conselho Universitário,  no dia 3 deste mês, que propõe alterar os critérios de progressão e promoção de docentes, desrespeitando os interstícios e criando exigências que não estão previstas na Lei 12.772-12.

A minuta, posta em discussão no Conselho Universitário, possui conteúdo que ataca os direitos d@s docentes, além de contrariar a Lei.  Após os informes e análise de conjuntura, a Assembleia realizou a eleição dos delegados ao 38º Congresso do Andes, que será realizado entre os dias 28 de janeiro e 02 de fevereiro de 2019, em Belém – PA. A delegação da Aduferpe foi composta considerando o critério da paridade de gênero.

Atualmente, o Setor Jurídico da Aduferpe já contabiliza mais de 30 ações contrárias ao ‘modus operandi’ da UFRPE de alterar os critérios de progressão e promoção de docentes, sem o respaldo da lei 12.772-12. Todas as ações julgadas até o momento foram favoráveis aos docentes. A assembleia apoiou a atitude dos Diretores que enviaram um documento à Reitoria solicitando adiamento da Reunião do ConsU.

 

Aduferpe
Sobre o autor
Criador de conteúdo, responsável por divulgar notícias e informações de utilidade pública ao servidores da instituição de ensino UFRPE.

Deixe seu recado