1º DE MAIO, DIA DO/ TRABALHADOR/A: VAMOS RENOVAR A RESISTÊNCIA!

Neste Primeiro de Maio de 2018 as trabalhadoras e os trabalhadores brasileiros e o povo, de uma maneira geral, sentem os efeitos da política golpista do desgoverno Temer, que associa o arrocho social à restrição da liberdade política e à perseguição, por meio de manobras parlamentares e jurídico-políticas e ação repressiva, com o apoio da grande mídia.

 

Mais do que nunca é preciso resistir na defesa de direitos a muito custo inscritos na Constituição de 1988, hoje retalhada e alterada segundo os interesses do capital financeiro e dos grandes grupos econômicos urbanos e rurais.

 

A entrega das riquezas nacionais, como o pré-sal, a energia elétrica, as reservas hidrominerais, a dilapidação dos SUS, da Previdência Social, das políticas de redistribuição de renda e o retrocesso na educação são os principais alvos do desmonte.

 

As expressões maiores dessa perseguição são os processos movidos contra o ex-presidente Lula e a sua prisão sem provas e com restrições até de tratamento médico e visitas, se caracterizando em uma evidente de prisão política.

 

Neste contexto, as professoras e os professores filiados à Aduferpe se unem aos demais trabalhadores brasileiros, na luta da resistência cotidiana. Vamos ampliar e fortalecer nossas representações sindicais e políticas.

 

Vamos dizer NÃO ao golpismo antitrabalhador e antipovo.

Vamos resistir!

Lula Livre!