Ato em defesa da UFRPE

Ato em defesa da UFRPE, contra os cortes de verbas e contra a Reforma Administrativa

Professores(as), técnicos-administrativos (as) e estudantes da UFRPE participaram de ato público simbólico nesta manhã (20), no campus da UFRPE de Recife, em defesa das universidades públicas, contra os cortes nas Instituições Federais de Ensino Superior, contra a Reforma Administrativa (PEC 32/20) e em memória de quase 450 mil vidas perdidas para Covid-19 no país. Todos/as manifestantes estavam de máscaras e levaram álcool 70%, evitando contatos físicos.

A proposta foi chamar a atenção da sociedade para a difícil situação das universidades e institutos federais públicos que sofreram corte orçamentário de mais de 20%, além de bloqueio de 13,8% de verbas já aprovadas, o que pode impedir o funcionamento das instituições até o final do ano.

Além do ato, a partir das 16h30, a Reitoria e os movimentos docente, técnico-administrativo e estudantil se reunirão numa Assembleia Comunitária contra os cortes e a Reforma Administrativa, realizada no canal da Associação dos Docentes da UFRPE (Aduferpe) no YouTube (www.youtube.com/ascomaduferpe). Na ocasião, haverá o lançamento oficial da campanha Universidade Pública Importa, Educação Transforma.

CORTES

A UFRPE, a exemplo de outras instituições federais do País, pode parar de funcionar até o último trimestre de 2021. Isso devido ao corte orçamentário de 21% a partir da Lei Orçamentária Anual (LOA), realizado pelo Governo Federal. Há também um bloqueio de 13,8%, a partir de decreto do dia 22 de abril.  As medidas inviabilizam investimento, custeio e manutenção das instituições, impactam diretamente na assistência a estudantes, além de comprometer atividades de extensão, como o atendimento a animais da Região Metropolitana do Recife, por meio do Hospital Veterinário Escola, no campus Dois Irmãos, e a assistência a produtores rurais no interior do Estado.

Imagens: Aduferpe/Morgana Narjara