Outdoors são vandalizados

Outdoors que denunciam Bolsonaro pelas mortes da covid-19 são vandalizados

Dois outdoors denunciando a condução genocida da pandemia no país pelo presidente Jair Bolsonaro foram vandalizados, sendo um no Recife e outro em Petrolina.  Os cartazes, que retratam o presidente como “O senhor da morte chefiando o país: mais de 350 mil mortes por covid’, irritaram os bolsonaristas.”Gastaram cal, horas de sono e ainda arriscaram quebrar uma perna para confirmar que o bolsonarismo pratica a censura para esconder a verdade”, afirmou a secretária Geral da Aduferpe, professora Isabelle Meunier.

A nova campanha de outdoors, realizada pela Aduferpe, centrais sindicais e outras entidades, retornou às ruas do Recife e de outras cidades na semana passada. São 30 cartazes reproduzindo as mesmas peças lançadas na primeira campanha, em agosto de 2020, quando o país  contabilizava 120 mil mortes pela pandemia. Hoje, já estamos nos aproximando de 400 mil mortes.

Por causa da primeira edição da campanha, a atual vice-presidenta da Aduferpe, professora Erika Suruagy, que na época era presidenta do Sindicato, foi alvo de um inquérito aberto pela Polícia Federal, em fevereiro, a pedido do presidente Jair Bolsonaro, por, supostamente, atentar contra a honra do presidente. Na última quinta (22), o inquérito foi arquivado pela justiça a pedido do Ministério Público Federal (MPF). No seu despacho, a procuradora Melina Castro Montoya afirmou: “numa sociedade democrática, deve ser garantida a liberdade de qualquer pessoa, física ou jurídica, expressar o seu descontentamento”.